was successfully added to your cart.

Os 5 Princípios para o sucesso comercial

By 24 Maio, 2019 Maio 27th, 2019 Empresarial, Notícias

Parece um pouco cliché, mas se queremos colher resultados amanhã, temos que semear com muito trabalho, hoje. Mas esta expressão mostra algo inegável – aquilo que cada pessoa consegue na vida, é fruto daquilo que esteve disposta a fazer ou investir.

Todos os dias lidamos com vários tipos de pessoas, mas, no que diz respeito à atitude para com o trabalho, podemos encontrar três tipos de colaboradores:

1 – Existem aqueles que simplesmente não querem saber, que se deixam conduzir pela lei do menor esforço, e para os quais, a expressão “resultados” não tem grande significado.

2 – Existem outros que têm esta preocupação, mas procuram constantemente uma fórmula mágica para um bom desempenho enquanto profissionais. A questão é que, aquilo que é mágico, é conseguido com um simples estalar de dedos, mas sabemos que na vida real isso não acontece. A verdade é que algumas pessoas concentram-se tanto nesta procura, que acabam por sentir que estão de facto a trabalhar exaustivamente para melhorar os seus resultados.

3 – Finalmente, existem aqueles que têm, esses sim, um conjunto de atitudes e skills naturais ou cultivadas, que quando reunidas, formam os melhores profissionais.

Muito pode ser discutido sobre esta temática, mas deixando de lado todos os aspetos relacionados com a formação, conhecimento técnico, entre outros, podemos sintetizar em 5 pontos, os princípios base para o sucesso de qualquer profissional ligado à área comercial:

Organização eficiente e eficaz

O foco numa boa organização é, em primeiro lugar, um dos segredos para se obter resultados satisfatórios. Iniciar o dia de trabalho sem ter bem definidas as tarefas prioritárias, as reuniões a efetuar, ou os problemas a resolver, é como pegar num conjunto de ingredientes ao mesmo tempo, e esperar que o resultado seja um delicioso bolo com aspeto invejável.

Objetividade

Existem pessoas que têm o dom de se focar em tudo, menos naquilo que interessa. Em geral, são pessoas que estão dispostas a dar de si, que são trabalhadoras, mas, na verdade, passam o tempo a dar murros no vento, inúteis e com falta de objetividade. Importa saberem quais os seus objetivos – porque se levantam todos os dias, porque agendam uma reunião, porque fazem uma visita, porque contactam determinada empresa… No fundo, é necessário sermos objetivos ao ponto de conseguirmos entender de que forma cada ação que tomamos nos aproxima daquilo que pretendemos: servir o cliente da melhor forma possível.

Inteligência Emocional

A capacidade de identificar e gerir emoções é essencial em várias áreas de trabalho. Existe uma “montanha russa” de emoções pela qual passamos todos os dias. Um dia que foi menos produtivo, uma complicação que surgiu, um negócio extraordinário que foi fechado, ou então, um negócio que foi perdido, um problema familiar, uma reunião desmotivante… Há que saber entender o impacto que cada acontecimento tem no nosso estado de espírito, e saber como o equilibrar de forma a que esta variabilidade não se torne um fator contínuo de desmotivação.

Lean Thinking

Aplicando o conceito à área comercial, é necessário reavaliar constantemente o nosso comportamento profissional. Quantas vezes parou para pensar naquilo que está a fazer mal? Se não houver esta introspeção, será muito fácil desviarmos o nosso caminho daquilo que projetamos inicialmente. Reduzir erros e desperdícios de tempo ou de recursos, é uma das chaves para estarmos à frente daqueles que nos rodeiam.

Consistência

Todas as boas práticas só trazem resultados se forem praticadas de forma sistemática. Assim como numa dieta ou a fazer exercício, não podemos esperar resultados em apenas 2 ou 3 dias, no âmbito profissional também é importante haver consistência para se vislumbrarem resultados. Repetição constante de boas práticas cria um padrão comportamental que resulta em melhorias evidentes.

A expressão “princípios”, faz todo o sentido neste contexto, pois estes 5 pontos mencionados, são mais do que regras limitadas. São princípios que podem e devem ser aplicados de várias formas, em várias áreas, seja em contexto profissional ou até pessoal. A inovação sempre foi e será um fator de sucesso das pessoas e organizações. Mas, inovação pode muito bem ser mais do que aquela feita em produtos ou processos produtivos, e abranger também a forma como abordamos o trabalho, como nos reinventamos e como nos adaptamos às mudanças do mercado e exigências dos clientes.

Artigo de Joel Dias – Diretor Comercial 100 Metros